1 Quarto, 2 Adultos (alterar)
Quarto,Quartos,Adulto,Adultos,Criança,Crianças

Aqui pode encontrar soluções de Rent-A-Car de nossos parceiros.

Marque sua viagem mas antes escolha os locais a visitar.

Vamos ao Museu? Museu Nacional de Arqueologia

Porque visitar Museus?

Uma viagem pode ser o momento ideal para visitar um museu e aprender sobre fatos importantes ocorridos na história.As principais cidades contam com museus, portanto ao preparar o seu roteiro de viagens vale a pena pesquisar sobre a existência de acervos históricos abertos e disponíveis para visita na localidade de destino.Importância dos museus para a preservação da culturaPreservar a história e a memória do ser humano sempre foi um grande desafio. Nesse contexto, os museus exercem um significado extremamente relevante. Muitos pensam que eles são apenas um caminho em direção ao passado, quando na verdade são muito mais que isso. É um lugar de conexão entre passado, presente e futuro, pois olhar o passado é conhecer o que foi feito para aprimorar mecanismos que podem influenciar o presente, para que novos conhecimentos e técnicas sejam disponibilizadas para a sustentabilidade das futuras gerações.O termo museu teve sua origem na Grécia antiga, nas palavras gregas ‘Mousa’ e ‘Mouseion’, templo das nove musas, ligadas a diferentes ramos das artes e das ciências, filhas de Zeus e Mnemosine, divindade da memória, sendo locais sagrados, reservados à contemplação e aos estudos científicos. Esses locais foram considerados como o primeiro museu, no qual era constituído de bibliotecas, jardim, observatórios, sala de leitura, entre outros ambientes.Os museus são importantes instrumentos de preservação da memória cultural de um povo, e responsáveis por seu património material ou imaterial.

No início, sua finalidade era apenas de salvaguardar e não de disseminar as informações culturais.Por muito tempo, eram locais restritos e para uma elite, mantidos por pessoas com algum poder aquisitivo. Somente as pessoas que recebiam convites para exposições tinham acessos àquelas obras. Anos mais tarde se tornam no que conhecemos atualmente, ou seja, aberto ao público em geral, sem distinções, local livre, de caráter educativo, cuja missão é recuperar, preservar e disseminar a memória coletiva por meio de seus objetos.Sabemos que cultura é um termo amplo e complexo, podendo ser definido a partir de diversos pontos de vista. Sob a análise antropológica, cultura é o conjunto de costumes, tradições, hábitos e manifestações de uma população, que constrói sua identidade e seu modo de vida e os transmite geração após geração.O museu tem o papel de informar e educar por meio de exposições permanentes, atividades recreativas, multimídias, teatro, vídeo e laboratórios. É o espaço ideal para despertar a curiosidade, estimular a reflexão e o debate, promover a socialização e os princípios da cidadania, e colaborar para a sustentabilidade das transformações culturais.



Hoje vamos conhecer um pouco sobre o Museu Nacional de Arqueologia

Localiza-se na cidade de Benguela e tem um acervo de cerca de 9.150 peças.

O edifício onde funciona é uma obra do Século XVII / XVIII, onde os escravos eram armazenados temporariamente, até serem exportados para a América em navios negreiros.

Ocupa um perímetro de 8.000 m2 e foi construído de blocos de pedra calcária, possui portões e gradeamentos de ferro maciço. Depois do fim do tráfico de escravos, o edifício passou a pertencer à Alfândega de Angola.

Em 1976 foi neste edifício criado o Museu Nacional de Arqueologia de Benguela, para ;inicialmente ; conservar os objectos arqueológicos existentes. Pouco tempo depois foi criada uma equipa para pesquisa arqueológica que sob direcção do seu fundador, o arqueólogo conservador Luís Pais Pinto, iniciou as investigações por todo território nacional.

Em vinte e oito anos de trabalho, o museu descobriu já cerca de 50 estações arqueológicas para além das 16 já anteriormente conhecidas. Desde então, a actividade fundamental do museu tem sido as pesquisas arqueológicas para além do atendimento ao público.


Objectivos

O museu é uma instituição de carácter científico, de investigação, de formação de quadros, de conservação e de informação arqueológica. O Museu através das suas exposições permanentes e temporárias, assim como as itinerantes, dá a conhecer o resultado dos seus trabalhos de pesquisa. Acervo Possui 50 estações arqueológicas descobertas após a independência e 16 antes da independência, 49 destas estações localizam­-se na região de Benguela e foram descobertas pela brigada de pesquisa do MNAB, desde 1976. A última localiza ­se em Luanda.

O acervo

É composto por 9.147 peças inventariadas nomeadamente: seixos, chopprs, chopping – tools, bifaces, picos, raspadores, machadinhos, lascas, laminas, trinchantes, núcleos, levallois, precuatores, mós, ossos fossilizados e não fossilizados, cerâmica, missangas feitas de concha de ostra, moedas de macuta, etc.

O material vai do paliativo até meados da idade moderna.

Serviços Auxiliares

O Museu para além da sala de exposição, possui área administrativa, 3 alas (subaproveitadas) no interior, duas áreas lavabos e arrecadação, uma zona paisagística (jardim), um laboratório e uma biblioteca.

Educação e Animação Cultural O MNAB tem fundamentalmente um carácter educativo e instrutivo.

Dentro das suas actividades, tem procurado divulgar os resultados das pesquisas arqueológicas de formas diversas como: palestras, encontros e exposições itinerárias nas escolas de vários níveis, bem como em outras instituições públicas e ainda através dos órgãos de comunicação.

A educação e instrução dos jovens tem sido o foco central das sua actividades onde se procura transmitir a importância da actividade arqueológica, principalmente no que diz respeito as fontes materiais estudadas pela arqueologia, como fonte indispensável para a obtenção de informações sobre o passado das civilizações mais longínquas do território que hoje é Angola. Muitos têm sido os visitantes que ocorrem ao MNAB, entre nacionais e estrangeiros, de forma individual como colectiva.

A maioria dos visitantes que recorrem ao MNAB, são estudantes que procuram desenvolver e aprofundar os seus conhecimentos através das exposições abertas ao público e da consulta da bibliografia disponível na biblioteca.

Exposições

Depois das pesquisas arqueológicas, a montagem de exposições é a função predominante do MNAB é da responsabilidade do departamento de educação e animação cultural. As exposições são geralmente temporárias (de 4 a 6 meses) e os temas sobre estas tem sido alucinantes e geralmente, são produto do resultado das pesquisas arqueológicas ou ainda sobre os aspectos ligados aos valores culturais das diferentes etnias de Angola.

O museu procura com os temas expostos, desenvolver nos jovens capacidades intelectuais que lhes permitam valorizar o vasto patrimônio histórico – Cultural de Angola. A montagem de exposições limitasse ao reduzido espaço do átrio principal do museu, por de momento não haver outros espaços disponíveis mas que futuramente serão uma realidade.


Localização



Alojamento

Benguela Hoteis na Zona

Lobito Hoteis na Zona

Baía Farta Hoteis na Zona


LINHA DE APOIO - hoteisangola.com


  931 510 510    222 780 159 

O Live Chat Whatsapp / Viber está disponível de:
  • - Todos os dias das 08H00 às 22H00

Este Serviço Live Chat destina-se a esclarecer os utilizadores e prestar informações sobre unidades hoteleiras e pontos turísticos.
Suporte por Telefone

Suporte por Telefone


  +244 931 510 510  - 222 780 159

O Linha de Apoio está disponível de:
    • - Todos os dias das 08H00 às 22H00

    Este Serviço Live Chat destina-se a esclarecer os utilizadores e prestar informações sobre unidades hoteleiras e pontos turísticos.
Suporte por Email

Suporte por Email