Turismo deve primar por maior qualidade e inovação

Turismo deve primar por maior qualidade e inovação

Lubango - O sector privado fornecedor de serviços e de apoio ao desenvolvimento do turismo deve primar por uma maior qualidade e inovação, tendo em conta a competitividade e globalização observada no ramo, declarou quarta-feira, no Lubango a ministra do Turismo, Ângela Bragança.

Ao falar no 28º encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa, promovido pela Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN), afirmou serem muitas as oportunidades para o sector privado, que deve apostar mais em recursos humanos qualificados para um turismo diversificado.

Apontou o turismo como sendo uma das actividades socioeconómicas com maior dinamismo no mundo e com enorme potencial de desenvolvimento, que assenta sobretudo na valorização dos recursos endógenos, que representam perto de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial.

Considerou ser um sector, cuja indústria é mais próspera e absorve mais mão-de-obra, “desde a cozinha, à gestão”, sendo que o turismo envolve um conjunto de relações que têm como foco o turista, para o qual concorrem o Estado com a sua função reguladora e de formulação de políticas, assim como os operadores que executam.

Apontou que os recursos naturais, culturais, históricos, financeiros, assim como a comunidade receptora da actividade turística devem ser integrados de forma dinâmica em todo o processo turístico.

Realçou que a transversalidade do sector do turismo ocupa de certa forma e transforma o património material e imaterial, um recurso que por si só constitui uma atracção nata, mas é necessário agregar valor para que se converta numa oferta turística.

“É uma acção que envolve planeamento estratégico definição, elaboração de programas públicos, estudo e avaliação das especificidades das localidades e regiões, a mobilização e atracção do sector privado para a dinamização da actividade” acrescentou.

Enalteceu a iniciativa da UMN em realizar o encontro e outras, que permitirão disseminar pelo país com investigações, informações com a avaliação da abrangência do potencial turístico em determinadas regiões do país.

O encontro, que prossegue hoje e encerra na sexta-feira, reúne 135 académicos de Angola, Brasil, Portugal, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Macau.

Fonte: portalangop.co.ao


  • teste

Informações:

LINHA DE APOIO - hoteisangola.com


  931 510 510    931 510 510 - Guardar contacto

O Live Chat Whatsapp / Viber está disponível de:
  • - Segunda a Sexta das 09H00 às 20H00
  • - Sabados das 09H00 as 18H00
Este Serviço Live Chat destina-se a esclarecer os utilizadores e prestar informações sobre unidades hoteleiras e pontos turisticos.
Suporte por Telefone

Suporte por Telefone


  +244 931 510 510  -  991 510 510

O Linha de Apoio está disponível de:
  • - Segunda a Sexta das 09H00 às 20H00
  • - Sabados das 09H00 as 18H00
Esta Linha de Apoio destina-se a esclarecer os utilizadores e prestar informações sobre unidades hoteleiras e pontos turisticos.
Suporte por Email

Suporte por Email


       

Suporte por SKYPE



Newsletter - Promoções e destaques em seu email

Cancelar

Se quer parar de receber nossa newsletters escreva o seu código de remoção. Não irá receber mais actualizações.

https://www.hoteisangola.com/inner.php/ajax
Por favor, espere ...
Endereço de email inválido