Privatização da rede de hotéis Infotur autorizada por despacho Presidencial

FOTO:DR/ARQUIVO
FOTO:DR/ARQUIVO

Os quatro hotéis da rede Infotur, no Namibe, Huíla, Benguela e Cabinda acabam de ver publicada em despacho Presidencial a abertura de concurso para a sua privatização no âmbito do Programa de de Privatizações (PROPRIV)

O despacho Presidencial nº 128/20, com data de 14de Setembro, determina que os quatro hotéis Infotur vão ser privatizados na modalidade de cessão do direito de exploração e gestão.

O mesmo despacho assinado por João Lourenço delega competências na ministra das Finanças, Vera Davos, para a supervisão do concurso, incluindo a nomeação das comissões de avaliação e verificação da legalidade do processo.

Estas quatro unidades hoteleiras, do Instituto de Fomento Turístico (Infotur), foram "desenhadas" estrategicamente para a realização do CAN 2010, que teve lugar em Angola, mas a primeira das quatro, no Namibe, só foi inaugurada em 2013.

O projecto estava inicialmente orçado em 100 milhões de dólares norte-americanos e em 2014foi colocada sob gestão da Sociedade de Promoção de Investimento Turísticos (SPIT), tendo, ao m de quatro anos, em 2018, o Governo optado por rescindir o contrato, embora sob fortes criticas desta Sociedade, que chegou mesmo a ameaçar o Executivo com um processo judicial. Desta rede de hotéis fazem parte, no entanto, cinco hotéis, acrescentando o de Luanda, tendo cada uma delas custado cerca de 20 milhões USD, contando cada uma delas com 130 quartos.

Fonte:Novo Jornal

  • teste



Newsletter - Promoções e destaques em seu email

Cancelar

Se quer parar de receber nossa newsletters escreva o seu código de remoção. Não irá receber mais actualizações.

https://www.hoteisangola.com/inner.php/ajax
Por favor, espere ...
Endereço de email inválido