Falta de recursos inviabiliza recuperação de monumentos de Cambambe

Diniz Simão
Diniz Simão

Dondo - O secretario do Estado para as Indústrias Culturais, João Constantino, afirmou , neste sábado, no Dondo, município de Cambambe, província do Cuanza Norte, que a falta de recursos financeiros está a inviabilizar a recuperação de monumentos histórico.

Em declarações à imprensa à margem das actividades da X edição da Feira do Artesanato do Dondo, aberta sexta-feira, João Constantino sublinhou que os monumentos históricos e culturais da região necessitam de obras de restauração urgente, dado o estado acentuado de degradação.

Explicou que o introduziu no plano de desenvolvimento programas de reabilitação de vários monumentos e sítios da região, mas a falta de recursos financeiros está a impedir a materialização dos projectos.

“Bem queríamos pegar no Centro Histórico do Dondo e reabilitar, mas  a sua conservação e preservação, na prática, são tarefas difíceis e, principalmente, bastante onerosas. Obriga a uma grande conjugação de esforços para mobilizar recursos e estabelecer prioridades”, afirmou.

Sobre a necessidade da inscrição no Orçamento Geral do Estado (OGE) de projectos de reabilitação de monumentos históricos de Cambambe, referiu que não se trata só de inscrever, mas é preciso que haja disponibilidade efectiva de recursos.

Revelou que alguns monumentos locais, com realce para a Casa dos Bentes, no Dondo, e a Fabrica de Fundição de Ferro de Novo Oeiras, na comuna de Massangano, já foram alvos de inscrição no OGE em anos anteriores, mas a escassez de recursos financeiros tem inviabilizado a materialização desses projectos.

Acrescentou que, apesar disso, um esforço tem sido feito para a conservação do património cultural da região, tendo citado a recente restauração da Fortaleza de Cambambe, em 2015, numa acção entre o Ministério da Cultura e a construtora brasileira Obdebrecht.

O município de Cambambe possui oito monumentos reconhecidos pelo Comité Internacional dos Monumentos e Sítios.

A degradação destes monumentos e sítios tem sido a grande preocupação das autoridades locais, sendo os mais conhecidos as Fortalezas de Massangano e Cambambe, a Câmara Municipal, bem como as igrejas da Nossa Senhora do Rosário e das Vitórias, erguidas no século XVI.

Entre os monumentos existentes no município de Cambambe constam ainda as ruínas do Tribunal de Reclusão situado em Massangano, o Cruzeiro, a Praça dos Escravos.

Todos estes locais enfrentam o drama da destruição provocada, por um lado, pela acção do tempo e de efeitos naturais e, por outro, pelos interesses particulares do próprio homem, cuja acção atenta contra a sua integridade arquitectónica e histórica.

A parte histórica da cidade do Dondo, sede do município de Cambambe, foi classificada como património histórico nacional, em 29 de Maio de 2013, pelo Ministério da Cultura.

Fonte: Angop




  • Promoções Especiais



Newsletter - Promoções e destaques em seu email

Cancelar

Se quer parar de receber nossa newsletters escreva o seu código de remoção. Não irá receber mais actualizações.

https://www.hoteisangola.com/inner.php/ajax
Por favor, espere ...
Endereço de email inválido