Conduzir na areia!!!

Conduzir na areia!!!

6 dicas para não ficar a ver navios

A sensação de liberdade é enorme, mas a probabilidade de acabar “atascado” também… Por isso, brincadeiras na areia, só depois de ler estas dicas!

A condução em todo-o-terreno tem a sua ciência… E a areia é uma das “disciplinas” mais complexas e exigentes, mas também palco privilegiado para divertidíssimos momentos de condução. Tenha em atenção estas seis dicas para sobreviver à condução na areia.

1. Cumpra a lei

Conduzir na areia pode ser bem divertido e um escape fantástico para as preocupações de todos os dias, mas convém perceber que não vai poder “brincar” livremente ao Dakar nas dunas da praia mais próxima, recreando, por exemplo, as animadas etapas da Mauritânia com os amigos. Em Angola a condução de veículos de todo-o-terreno em praias está proibida por lei e sujeita a coimas.

2. Diminua a pressão dos pneus

Na areia, quanto mais largo e liso for o pneu, melhor. Ainda assim, mesmo se o seu todo-o-terreno está equipado a preceito, antes de se aventurar pelo areal, deve retirar pressão aos pneumáticos, aumentando a superfície de contacto com o solo, o que lhe permitirá maior tração. Num pneu convencional pode reduzir a pressão até 70%.

3. Mantenha o acelerador na posição certa

Com muita areia fina e solta, muito provavelmente vai sentir o carro preso e a perder velocidade, ao mesmo tempo que tende a aumentar a resistência do terreno. Nesta situação, saber dosear a aceleração, mantendo-a sempre constante, é o segredo. Pedal da direita a fundo não irá ajudar. Ao contrário, uma aceleração brusca e excessiva irá fazer com que as rodas comecem a patinar. E, muito provavelmente, vai acabar a escavar quatro jeitosos buracos e a ficar atascado, com o chassis assente na areia. Quando as rodas começarem mesmo a patinar, incapazes de fazer o carro progredir, não insista. O truque é recuar, ganhar balanço, e abordar o obstáculo outra vez. Repita-o as vezes que forem necessárias.

4. Tenha atenção às travagens

Um dos segredos da condução em fora de estrada, sobretudo sobre a areia, é saber “jogar” em antecipação, planear sempre o que vai fazer a seguir. E, na hora de imobilizar a viatura, esse truque vale ouro. Sempre que necessitar de parar, procure um piso mais firme e um local plano ou, melhor ainda, voltado para uma descida. Nas descidas, mantenha as rodas sempre apontadas para onde quer seguir, para não correr o risco de “mergulhar” a dianteira, travando o andamento e correndo o risco de capotar. A travagem na areia é quase tão importante quanto a aceleração. E também neste caso, a suavidade é o segredo; trave sempre com cautela, se possível retire apenas o pé do acelerador e deixe que a elevada resistência trave o veículo até à imobilização total. 

5. Siga o seu caminho

Apesar da tendência ser seguir o trilho deixado pelo amigo que segue à frente e progride sem problemas, isso não é boa ideia. O seu carro deve avançar sempre com as rodas fora dos sulcos provocados por outras viaturas, que já escavaram terreno que você só irá escavar mais fundo, elevando as probabilidades de poder atascar.

6. Se acontecer o pior, prepare-se para escavar

Se atascar será contraproducente acelerar mais, pois só estará a escavar mais fundo. Prepara-se, agora, para uns minutos de “trabalhos forçados”. Comece a cavar. Retire o máximo de areia que consiga à frente ou atrás das quatro rodas, dependendo da direção que quer retomar. Não tendo pranchas específicas para o efeito, procure então uma qualquer superfície firme, tapetes do jipe, ramos de arvores, ou até roupa pode servir para colocar junto das rodas, esperando que o pneu ganhe tração.

Artigo de:  KBB adaptado para Angola


Comentários

  • Não existem comentários sobre este artigo.
 
Por favor, espere ...

Você não tem permissão para postar comentários. Por favor faça o login.


Newsletter - Promoções e destaques em seu email

Cancelar

Se quer parar de receber nossa newsletters escreva o seu código de remoção. Não irá receber mais actualizações.

https://www.hoteisangola.com/inner.php/ajax
Por favor, espere ...
Endereço de email inválido