Comboio da Rovos Rail de regresso a Dar Es Salaam

FOTO: DAVID DIAS
FOTO: DAVID DIAS

Lobito - O comboio da Rovos Rail, apelidado de “Orgulho de África”, deixou hoje, sexta-feira, a cidade ferro-portuária do Lobito, província de Benguela, de regresso a Dar Es Salaam, Tanzânia, ponto de partida da viagem turística para Angola.

O comboio regressa com 54 novos turistas entre ingleses, irlandeses, australianos, sul-africanos, suíços, alemães, holandeses, belgas e búlgaros, que também irão desfrutar da beleza das paisagens do território angolano durante a viagem, bem como do contacto com a recepção calorosa que é característica das populações, nas localidades onde pararem.

Estes novos turistas substituem os primeiros 51 que viajaram quarta-feira (31) por via aérea para Luanda, de onde seguem para os seus respectivos países. Em entrevista à Angop, a representante da Agência de Viagens Benguela Turismo, Rebeca Barreiros, confirmou que a próxima viagem do comboio daquela companhia sul-africana ao país já está marcada para o dia 28 de Julho e o regresso para 31 do mesmo mês do próximo ano.

Rebeca Barreiros garantiu ainda que a Rovos Rail teve algumas despesas em divisas, embora sem revelar o montante, resultantes do abastecimento de água para o comboio, para os turistas, gasóleo e alguns alimentos. Além disso, os turistas, de forma individual, levaram peças de artesanato como lembranças de Angola.

A Agência de Viagens Benguela Turismo, indicada à Rovos Rail pelo Caminho-de-Ferro de Benguela, começou a preparar todo o apoio logístico para esta viagem, do Luau ao Lobito e vice-versa, juntamente com a companhia sul-africana, desde 2015, através de protocolos com os governos provinciais e administrações locais das províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico.


  • teste


Newsletter - Promoções e destaques em seu email

Cancelar

Se quer parar de receber nossa newsletters escreva o seu código de remoção. Não irá receber mais actualizações.

https://www.hoteisangola.com/inner.php/ajax
Por favor, espere ...
Endereço de email inválido